Procon alerta para golpes aplicados utilizando nome de órgãos de defesa do consumidor

Consumidores e fornecedores estão sendo induzidos a acreditar em  falsos comunicados como se estes  tivessem sido expedido pela Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS, órgão integrante da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – Sedhast, ou  de outros órgãos de  defesa do consumidor, como se estes tivessem  recebido reclamações em seu nome.

 

Como forma de  fazer entender que há autenticidade no “comunicado importante”, cujo envio se dá em maior número para as empresas os responsáveis pelo comunicado inserem em seu texto mensagem enfocando as atribuições do órgão de defesa nos seguintes termos “O PROCON tem como objetivo a proteção dos cidadãos em todas as relações de consumo descritas no Código de Defesa do Consumidor”.

 

As mensagens pedem para as  pessoas que receberam comunicações  responderem para um  endereço de e-mail :procononline587145@atendimento09.consumidorweb.trade. De acordo com o que consta no documento recebido pelo superintendente do Procon Estadual, Marcelo Salomão, este teria sido recebido por site de município do interior do Estado e da capital. Em relação a isso,Marcelo alerta os empresários que nada existe que se assemelhe ao comunicado que, porventura, estejam recebendo.

 

“Trata-se de tentativa de golpe. Há que se ter cuidado se, por acaso, receber alguma mensagem nesse sentido. Pessoas inescrupulosas estão em busca de acessar informações  das empresas e, de posse delas, auferir lucros com a sua utilização praticando negócios em nome dos proprietários ou de suas empresas”, afirma Marcelo Salomão ao alertar para a necessidade de  atenção máxima na liberação dados.