Ação do Governo do Estado no controle sanitário garante circulação de mercadorias e abastecimento

Entre a quarta-feira (1º) e a manhã de ontem (2), fiscais da Iagro (Agência Estadual de Vigilância Sanitária Animal e Vegetal), órgão vinculado à Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), já fizeram a abordagem e desinfecção externa de 701 veículos e caminhões que entraram em Mato Grosso do Sul vindos de outras regiões do país.

 

As informações são da Comissão de Controle Sanitário de Mato Grosso do Sul (CCS/MS), criada pelo Governo do Estado para o enfrentamento da pandemia do coronavírus em Mato Grosso do Sul. A CCS é vinculada à Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica e composta pela Casa Militar; Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública; SES (Secretaria de Estado de Saúde (SES); Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz); Iagro e Semagro.

 

“O trabalho dos fiscais da Iagro tem por objetivo o monitoramento e a prevenção do coronavírus, sem prejuízo à circulação de produtos que entram e saem de nosso Estado e ao abastecimento da população”, comenta o secretário Jaime Verruck, da Semagro.

 

Os números são referentes ao trabalho realizado em quatro das 13 barreiras de controle sanitário implantadas em Mato Grosso do Sul, nos municípios de Bataguassu, Três Lagoas e Mundo Novo e Aparecida do Taboado, nas divisas com os estados de São Paulo, Paraná e Minas Gerais. As barreiras funcionam como sentinela, para monitorar e prevenir a circulação interna do coronavírus.

 

Além das barreiras nas vias que são rota de entrada de pessoas e mercadorias em Mato Grosso do Sul, os fiscais da Iagro também estão atuando no controle sanitário no Aeroporto Internacional de Campo Grande (em conjunto com a vigilância sanitária municipal e a Infraero) e na Ceasa/MS (Central de Abastecimento de Mato Grosso do Sul).

 

Segundo boletim da Comissão de Controle Sanitário, 1700 pessoas já foram abordadas nas barreiras sanitárias, 709 meios de transporte foram abordados, incluindo oito aeronaves e 4 pessoas foram orientadas a procurar uma unidade de saúde.

 

 

Veja abaixo os locais das barreiras implantadas pelo Governo do Estado:

I – Posto Fiscal Ilha Grande, no Município de Mundo Novo;

II – Posto Fiscal XV de Novembro, no Município de Bataguassu;

III – Posto Fiscal Jupiá, no Município de Três Lagoas;

IV – Posto Fiscal Itamarati, no Município de Aparecida do Taboado;

V – Posto Fiscal João André, no Município de Brasilândia;

VI – Posto Fiscal Ofaié, no Município de Anaurilândia;

VII – Posto Fiscal Foz do Amambai – Porto Camargo, no Município de Naviraí;

VIII – Posto fiscal Selvíria, no Município de Selvíria;

IX – Posto Fiscal Alencastro, no Município de Paranaíba;

X – Base de Fiscalização Móvel Aporé, no Município de Cassilândia;

XI – Base de Fiscalização Móvel Campo Bom, no Município de Chapadão do Sul;

XII – Posto Fiscal de Sonora, no Município de Sonora;

XIII – Base de Fiscalização Móvel, no Município de Costa Rica.