Programa “Fila Zero” leva fiscalização do Procon Estadual a autuar agências bancárias; desrespeito ao cliente continua

Cinco agências bancárias, sendo duas do Bradesco, uma do Banco do Brasil, uma da Caixa Econômica Federal e outra do Itaú/Unibanco  foram autuadas pela  fiscalização da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS, órgão vinculado à Secretaria de  Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho durante diligências realizadas nos dias 12 e 13 de agosto em curso, como parte do Programa Fila Zero, que tem como objetivo levar as organizações de crédito a desenvolverem seu trabalho de atendimento ao consumidor obedecendo o que estabelecem as normas legais.

 

Em todas as unidades  fiscalizadas pelo Procon Estadual foram  detectadas irregularidades que, em repetidas vezes, já  foram motivo de autuação dessas mesmas  agências, que insistem em permanecer  prejudicando seus usuários/consumidores, apesar de já terem sido orientadas sobre a maneira de bem atender sua clientela. A surpresa positiva foi que apenas na agência do Bradesco da rua  Cândido  Mariano, 1 541, foi registrada demora excessiva para atendimento.

 

Entretanto, outras irregularidades foram detectadas repetidamente  em todas as unidades de crédito visitadas, como é o caso da emissão de  comprovantes de atendimento em papel termossensível, não existência de senhas prioritárias para atendimento  em mesas e falta de  registro de horário de saída nesse tipo de procedimento. A maioria das agências não possui placa ou cartaz identificando local para atendimento preferencial para gestantes, lactantes, mães com crianças ao colo, idosos e portadores de necessidades especiais ou de síndrome de autismo.

 

Ainda em se falando de irregularidades, na agência do Itaú/Unibanco não é respeitada a prioridade especial a que têm direito pessoas com idade superior a 80 anos. Todas as diligências foram provocadas por denúncias de consumidores por meio do telefone 151 ou pelo aplicativo “fale conosco” que é parte integrante do site www.procon.ms.gov.br. O consumidor dispõe, também de outras maneiras para denunciar, ou seja,  o aplicativo de watsapp com o número  9 9158 0088, ou pessoalmente na sede  do Procon Estadual na rua 13 de Junho 930./MS