Plano de Desenvolvimento Rural Sustentável deve ampliar setor em Campo Grande

 

Com a finalidade de um levantamento atualizado de dados do meio rural, Campo Grande terá o Plano de Desenvolvimento Rural Sustentável (PMDRS). O estudo já está em andamento, sendo executado pelos membros do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS), órgão colegiado que atua na Secretaria Municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio (Sidagro). Os primeiros resultados serão apresentados nesa terça-feira (3).

 

O CMDRS é composto por 21 instituições, sendo 11 de órgãos públicos e 10 de órgãos privados, e por conta da pandemia da Covid-19, a reunião será on-line. Pelo estudo, nas ações de desenvolvimento rural devem ser abordados temas como: melhoria das condições de renda, de trabalho e de vida das populações rurais, também sobre redução das desigualdades econômicas e sociais no campo, além da preservação do patrimônio ambiental existente para as novas gerações. O Plano deve diagnosticar os dados inexistentes e identificar a realidade a ser modificada, que diferente da área urbana – que tem estudos e planejamento, o setor rural apresenta uma carência de informações, quais as suas potencialidades e fragilidades.

 

“Estamos trabalhando em conjunto e todas as 21 instituições que fazem parte do CMDRS estão contribuindo, e assim vão fiscalizar nossas ações, nos orientando no sentido de buscar novos projetos, fazendo prospecção de cenários futuros para que ao longo das nossas atividades possamos atender realmente aquilo que é mais necessário”, afirma João Duarte, superintendente do Agronegócio na Sidagro.

 

O presidente do CMDRS, Ivo Bussato,  falou da importância do estudo, para nortear de maneira mais assertiva as ações em todo o território rural do município. “Por meio de pesquisas e levantamentos junto a um grupo qualificado e plural, com atividades voltadas para análises e projeções futuras, o Plano de Desenvolvimento Rural vai permitir a construção de cenários e prognósticos para identificar e organizar ações, projetos e políticas públicas”, afirma.

 

Sobre o Agro Sidagro

 

Hoje, a Sidagro atende 24 comunidades com apoio e fomento a cadeias produtivas. Além das ações de treinamentos, o órgão faz o acompanhamento das atividades rurais, cedência de patrulhas agrícolas, apoio à comercialização de produtos com a compra de produtos agrícolas através de verba do PAA, e a realização de projetos como Renda no Pasto e Dinâmica da Mandioca.